quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Take it or leave it - 35


Quando eu estive em Chicago pela FDC, adorava visitar uma lojinha de um velho hippie, remanescente de Woodstock.  Vendia toneladas de camiseta tie-die, gravatas do Jerry Garcia, toda a ambiance de 68, Duas coisas inesquecíveis:  uma camiseta com “Grateful Dad”[1] bordado, que até hoje eu me arrependo de não ter comprado, e um bilhete que ele deixava ao lado do caixa, dizendo “Pegue uma, deixe uma”, onde mantinha um pires lotado de moedinhas de 1 e 5 centavos, inúteis, mas que podiam ser usadas por quem achasse importante.

Lembrei dele quando convidaram os NefroWalkers para a I Caminhada pelos Transplantes do Hospital das Clínicas/UFMG.  Vai ser sábado, dia 30, na Praça da Liberdade, de 8 às 10 da manhã.  O evento faz parte do XII Encontro de Pacientes Transplantados e Pacientes em Fila de Espera.  Vai ter palestras para os pacientes e familiares, mais um espaço para confraternização e troca de experiências.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), atualmente o país possui um dos maiores programas públicos de transplantes de órgãos e tecidos do mundo. São mais de 500 estabelecimentos de saúde e mais de mil equipes autorizadas a realizar esse tipo de procedimento. O Sistema Nacional de Transplantes marca presença em 25 estados brasileiros, por meio de suas Centrais Estaduais de Transplantes.

Pensei no velho hippie, pra te lembrar que tem uma fila grande de gente esperando.  Avise sua família pra fazer bom uso, encaminhando para o Sistema Nacional de Transplante, quando você não for precisar mais

Vista sua camiseta de NefroWalker e venha na Praça da Liberdade dar seu apoio.



[1] Trocadilho com a Grateful Dead, banda do Jerry Garcia




Que nem Maurílo, musiquinha do meu tempo, direto na têmpora

6 comentários:

Leo disse...

eu tava procurando uma boa versão de Uncle John´s Band prá ouvir um dia desses ;-)

engraçado essa coisa das moedinhas de 1c. Em NY, o pessoal da empresa onde eu trabalhava mantinha um grande vidro no "company apartment" onde todo mundo ia deixando ali as moedinhas. Não sei bem se a intenção era disponibilizar para quem precisasse ou simplesmente esvaziar os bolsos.

o contrário acontecia com as moedas de quarter, que eram disputadas a tapa, já que as máquinas de lavar e de secar usavam 8 delas cada ;-)

estou aguardando o furacão do novo emprego acalmar para aparecer num dos nefrowalkings ;-)

PC disse...

1. Passa lá pra doar seus órgãos.
2. Cara, você cheio de novidades e não fala nada?
3. Você andou sumido, Leo...

Sakana-san disse...

Rapaz, como que eu faço para inserir música e vídeo no blog?

Flávia Coelho disse...

Fico feliz ao ver estes programas de doação de orgãos e mais ainda vendo minha familia fazendo parte deles . Sabia que a Rachel é doadora de medula, cadastrada e tudo? Aprendeu no IMA, bom né? Vou fazer de tudo p/ dar uma chegada na praça, meu carro tá na revisão. Bjs

PC disse...

Aproveita e testa com este outro:
http://www.youtube.com/watch?v=lVdTQ3OPtGY
Embaixo, à direita, de onde aparece o número de views, tem um quadrinho escrito "incorporar".
Clica nele e já aparece o código, negritado.
Dá um copy e depois paste quando estiver inserindo o post novo.

ps: você não faz idéia do bem que me fez. Eu sou uma anta cibernética

PC disse...

Vou lá, de camisa e cajado, só pra me exibir, Flavinha...