terça-feira, 15 de junho de 2010

Pra quê isto, minha gente? - 84



Este post, de novo, é uma homenagem e meu respeito pela Dra. Lilian Ribeiro, minha personal attorney.
E um alerta pra todo mundo que, como eu, precisar de remédio garantido como direito constitucional.

Outro dia foi uma turma de estudantes da Fumec fazer uma palestra na Hemo sobre os direitos do paciente renal.  Aí o pessoal explicou sobre o porque da gente estar dispensado de pagar imposto de renda, porque da gente receber os remédios de graça, porque quem é carente tem direito de andar de ônibus de graça, e mais um punhado de coisa.

Todo mundo atento.

Mas na hora que o povo foi embora, todo mundo resmungando, descrente da chance real de obter medicamento caro, via justiça.

Falo de novo, com o testemunho suplementar do Dr. Celso Ferreira, embaixador de Virginópolis e Guanhães no Rio de Janeiro:  Ministério Público é o canal.
O negócio funciona e quem não tem recursos, recebe toda a orientação de graça.

O pior é que parece negociação com camelô.  Os caras sabem que isto é direito constitucional mas sempre colocam trava.  Depois da bronca da Dra. Lilian, a remessa está chegando direto de Brasília.
Na primeira veio estoque pra 3 meses, agora está vindo outro.  Chegou pra ela o recibo do envio e ela me encaminha, pra eu acompanhar.
Com o Jeff da Cláudia foi igual.  Colocaram dificuldade, ele entrou na justiça e ganhou na terceira instância.

Daí, bacana, não dá mole pro responsáveis pela Saúde não.
Se você for pobre, vai no Ministério Público e acompanha os movimentos deles.
Se for rico, não fica com bobagem de não pegar o remédio porque não é justo. 

É sim.  

Ninguém vai ser privado de nada por você pleitear o que lhe é de direito.


8 comentários:

rosana disse...

Mas que é um absurdo um brasileiro ter que recorrer a justiça para ter garantido seu direito a SAUDE, isto é....
Isto é uma VERGONHA, como diz o Boris Casoy!

vivi disse...

isso aiii bunitinhuuu

cade a igualdade de direitos???todos temos direito as mesmas coisas!!!!

Ps: teve jogo ai????saudadess de ir ver os jogos juntosss

bjosaudosos

PC disse...

E tá cheio de neguinho, Rosana, achando inapropriado pedir.
Eu hein...

PC disse...

Cadê você nos jogos, Vivi?
Tá fazendo uma falta danada...
Tem uma vuvuzela esperando

flaviacoelho5 disse...

O problema não é só isso, é duro a gente ter q adoecer para poder saber dessas coisas.... posso fazer um pedido? Sendo vc uma pessoa da comunicação não seria legal mandar um email, ou carta ou semelhantes p/ o jornal Estado de Minas na parte de cartas à redação p/ tentar tornar isso mais público ainda? O duro é q tem muito pobre q nem desconfia desses direitos e talvez nem leitura tem..... isso é Brasil. Bjs

PC disse...

Já ando fazendo meu escarcéu aqui, Flavinha.
A "Cartas à redação" é aberta pra todo mundo. Nem precisa ser de comunicação.
Vamos botando a boca no trombone sempre que nós todos pudermos.

Adriana disse...

Parabéns de novo!!!
Pra você e pra Lilian, né?

Beijos

PC disse...

Principalmente pra Lílian, Adriana.
E, como diz a Flavinha, vamos nós todos botar a boca no trombone.