quarta-feira, 14 de abril de 2010

Chantagem - 61


Tem uma coisa que me deixa fora do sério.  Acho que deve deixar todo mundo que, de alguma maneira, está em alguma condição parecida com a minha.
É quando confunde minha deficiência com incapacidade.

Quando eu vou pegar um copo no armário, por exemplo, neguinho sair correndo na minha frente pra me entregar o copo.  Isto me deixa enlouquecido.  É como se eu fosse incapaz.  Isto me irrita profundamente.
Se quiser me ajudar mesmo, a melhor maneira é perguntar o que eu quero.
Pronto.  Simples assim.

A não ser quando eu quero.

De vez em quando, baixa um santo manipulador e eu começo a exigir uma série interminável de atenção.  É só inclinar a cabeça levemente pra direita, falar com a voz mais chorosa, e pimba.  Não falha...
Irradia uma onda de solidariedade que me atende em qualquer demanda.

Só com a Gêisa.

Com os meninos, por outro lado, a chance é zero de dar certo.
Diogo, por exemplo, me recebe com um direito na fuça que me faz desistir imediatamente da chantagem.  Lisa coloca uma cara de falta de paciência que eu prefiro deixar isto de lado e fazer eu mesmo.  E Ciça simplesmente ri.  Ri de mim, me escracha.  Aí eu morro de vergonha

Mas com Gêisa não falha uma.  É só fazer a carinha tristinha, e ela se desdobra em mil dengos.



14 comentários:

Leo disse...

Paulo

Vc já percebeu como que, dentro da cabeça da gente, lendo o texto, a gente "ouve" a voz da pessoa falando?

Tou virando o jogo aqui e teve um toque seu na grande área.

Grande abraço. Depois tenho que ir aí dar um pessoalmente.

ps. Teresa fez 1 e tá ficando boa nessa coisa de conseguir as coisas tb ;-)

Anônimo disse...

Comigo, você sabe, também não tem chance. Achar que ficar sentado na cadeira central da mesa, vai ter tudo o que deseja, comigo não cola. Nem se mamãe pedir!

Cuca

PC disse...

Quê isto, Léo?
Não foi mão.
Foi acidental, meu fio!

E a cabeça vai virando, tristinha...

PC disse...

ô, Cuca.
Leva só minha xícara lá pra dentro.

Por favor!

E, na volta, trás um copo dágua pra eu tomar o remédio.

Leo disse...

Vc devia fazer podcasts, agora que vc já está craque no blog...

Quer experimentar um dia destes por telefone?

PC disse...

Pirou, Léo?
Não estou aguentando mais meus compromissos...
Mas quero falar com você sim.
BTW, nem sei o que é podcast.
Isso é assunto pra e-Lisa, minha e-filha do meio.

Leo disse...

Podcast é pegar áudio e publicar na web, como se vc estivesse brincando de estação de rádio com aquelas fitas K7 de antigamente.

Vc não sabe o que é podcast mas já usa ATLs(*) de web...

(*) Abreviaturas de Três Letras

PC disse...

Agora que eu já sei WTF é podcast, vou te ligar.
Duro vai ser encontrar música medieval, dessas que o Valente gosta!

jefhcardoso disse...

Olá PC! Hoje é quinta-feira, uma correria. Não repare em minha visita relâmpago, mas venho lhe convidar para ler o novo capítulo de “O Diário de Bronson (O Chamado)” e deixar o seu comentário.

Retornarei com melhores modos e mais tempo. Tenha uma ótima semana. Abraço do Jefhcardoso!

Adriana disse...

Leva VOCÊ sua xícara!!!!!!!!!!!

É só o que eu te falo...

Beijos

vivi disse...

deve ta morrendo de saudades de mim!!!!pq sempre sobrava pra eu fazer as coisas....vovo so me olhava e la ia eu pegar as coisas pra vc!!!!

bjovocÊmedeveuma

PC disse...

Ô, Adriana.
Seja dura assim comigo não.
Pega só esta vez...

PC disse...

Isto, Vivi.
Pega a xícara que esta desinfeliz da Adriana está amarrando mixaria, por favor.
Beijosteamoetedevoummontemeliga

PC disse...

Sua fotinha está pequenininha, jefh.
Me ajuda aí, de onde eu conheço o Bronson?