domingo, 8 de novembro de 2009

O patrono - 08

Marcelo é meu irmão desde a época em que a gente foi colega de faculdade. Fiz questão de contar, eu mesmo, pra ele. É o tal que me desligou o telefone na cara, em alguma história aí pra trás.
Dois dias depois Marcelo me liga e me dá uma aula:
- Tem umas entregas que não tem como a gente recusar. Não adianta dizer que não mora mais aqui, que quer só uma parte, que aquilo não é pra você, que é pra outro, que é pra deixar só metade...
Nada de pelo menos uma parte. É o pacotinho inteiro. Tem que aceitar tudo, e viver feliz com ele.

Mas esta história do pacotinho me faz muito pensar em São José e faz dele quem cuida de mim e do Valente. Imagina o Anjo do Senhor chegando e falando assim:
- Senta aí, José. Deixa eu te falar um negócio. Sua mulher está grávida, o pai não é você, vocês vão ter que fugir de casa pra proteger este menino deixando tudo pra trás, você vai ter dificuldade pra arrumar hospedagem, vai ter que dormir em manjedoura, vão tentar matar este menino e com isto vão matar vários judeuzinhos da idade dele, você vai ter que fugir de novo, você vai encontrar este menino dando de sabe tudo com os doutores do templo, ele vai malhar vinho em festa de casamento, o menino vai morrer cedo, crucificado,... ele vai te dar um trabalhão que você não faz idéia e ninguém nunca viu nada igual. Você vai ter que dar suporte pro menino e pra mãe dele o resto da vida e seu papel nesta história vai demorar a ser reconhecido, conclui o emissário, temeroso da resposta.
Sereno, São José responde:
- Tou dentro!

Penso sempre nisto, quando olho e vejo Gêisa, meus meninos, minha família e tudo que a gente já passou junto.
Fala se não é bacana?

3 comentários:

Adriana disse...

O Marcelo tá certíssimo!
É tudo parte do pacote. E olha que nem escolhi essa parte dele, mas mesmo assim, estamos lá. Assim, de graça.

Bom saber disso, né?

Mais beijos

PC disse...

Meu nome do meio agora é do Pacotinho.
PC do Pacotinho de São José Coelho Ferreira

Lucia disse...

ahahahahahahah